Visitas

Free Hit Counters

Podes contactar com os camaradas:

Pesquisar neste blogue

domingo, agosto 31, 2008

VIDEO DA MILITIA EM MANZANEDA

assim o pessoal que vai este fds com o cpfr ja tem uma ideia que vai encontrar em manzaneda

video

sexta-feira, agosto 29, 2008

Novo spot a não perder

Engram Bikes - Portugal


A empresa Engram Bikes vai inaugurar o seu espaço em Portugal no dia 2 de Setembro pelas 10 horas, em São Pedro do Estoril, um conceito de loja diferente com oficina e um serviço personalizado para os nossos clientes e revendedores.

A nível de marcas para Portugal distribuímos a Cove Bikes, Knolly Bikes, Sombrio, Beast Gear e Danger Boy. Temos um grande stock de componentes Funn e Spank e comercializamos também os quadros Banshee Bikes, Morewood Bikes, 24Bicycles e Perv BMX.

Toda a gama de roupa Sombrio 2008 em stock, fica aqui o convite para uma visita à loja

Responsável de loja/Técnico: Daniel Pinto - Team Cove Bikes Portugal

Engram Bikes - Portugal
engrambikes@sapo.pt - tel.: 916174439
R. Sacadura Cabral, nº131 r/c Loja S.Pedro do Estoril 2765-552 Estoril

quarta-feira, agosto 27, 2008

Um enduro brutal






Pois é amiguinhos mais uma vez a GNR quilhou a malta da Praia Greande agora é proibido passar de carro lá para a melhor zona então resolvemos estacionar mesmo na praia para isso levamos as bikes.

Uma volta duríssima em que fizemos Pena Capuchos Monge passamos ao lado do Carrocel e do Dh fizemos as turfas e direito a Atalaia, Urgueira, Adraga, Praia Grande.

Almoço seguido de grandes mergulhos e regresso muito complicado por colares subimos a parte da descida que costumamos fazer, Capuchos e descemos para Monserrate e Sintra.

Antes ainda o Rosquinhas ia limpando duas portas de um carro dum maçarico.

Descobrimos uns spots para fazer uns vídeos para o 3 filme que já está a ser rodado.

terça-feira, agosto 26, 2008

Secret trail

Assim foi no sábado de manhã. ....Este Paulinho é só pose pá foto...
Este sr. salgueiro já parece o empregado dos correios...
estas bikes só dão chatices quando tinha a bansche era sempre a bombar...
Hoje a comparência de inúmeros camaradas fez com que se adianta-se bastante as obras.



Isto é que é bulir carago, este homem é espectáculo.

segunda-feira, agosto 25, 2008

NIGHT RIDERS

foi uma loucura !!! começamos a andar as 21.00 h ate ás 0.30 pelos trilhos de sintra . ponto de encontro bombeiros de colares as 21.00 h , 6 camaradas malucos apareceram "paulinho,ervilhas,careca,fininho,pirilampo,broeiro" começamos por o trilho das torgas onde o pó dificultou um bocado depois começou a dificuldade maior colares por o carrocel muito nevoeiro e ´chuva a mistura depois fomos aos trilhos da malveira mais pó e para acabar mais do carrocel mas com mais lama foi uma loucura!!!! ervilhas a preparar o camião
o nevoeiro do monge

paulinho a testar as luzes


careca andou a noite toda com medo de encontrar aquela gaja que eu não me lembro do nome do mistério de sintra







video



video



video



video

domingo, agosto 24, 2008

Missão nocturna


Provavelmente quando lerem esta mensagem já lá estaremos debaixo de nevoeiro e sujeitos ás macumbas mesmo lá no meio da Serra de Sintra, lá onde nós controlamos o lado norte....

video

quarta-feira, agosto 20, 2008

segunda-feira, agosto 18, 2008

A história vista por entendidos

Missão a Manzaneda

Relatório
14AGO08
Conforme delineado pelos nossos estrategos, o plano de ataque foi cumprido à risca, e a Militia arrancou para esta missão exactamente à hora marcada, com uma tolerância de 2 H.
A viagem até ao destino decorreu sem incidentes, com apenas uma paragem na A8 para tirar umas dúvidas de código com os camaradas da BT. Lá mais para a noitinha, já com a barriga a dar horas e o Douro à vista, a ração de combate foi servida no restaurante "O Viaduto - Cozinha Italiana Requintada". Só faltou mesmo o cafézinho. Em sua substituição alguns camaradas aproveitaram a paragem na fronteira para abastecer a viatura para beber uma zurrapa que os Mouros chamam de "café solo". A terra chama-se “Feces de Abaixo”, o que explica que o tal café seja uma ganda merda. Enfim, o ambiente era hostil e abundavam os clubs de beira de estrada, pelo que arrancámos para a última tirada, a mais difícil. Em linha recta, até Manzaneda, serão uns 50km, mas como a Militia ainda não tem forças aerotransportadas, lá gramámos com uns 80 km de estrada de montanha, por uns caminhos que não constam nem nas cartas militares. Chegámos ao destino às 2h da matina, hora local, e uns 30 min depois, zzzzzzzzzzzzzzzzzz.
15AGO08
A manhã de sexta feira apresentou-se GLORIOSA. Fomos tentar tomar o desayuno, e começou logo ali a malapata com a comida dos espanhóis. Dizem que de Espanha nem bom vento nem bom casamento, e nós acrescentamos à lista a comida e a música. Depois de equipados, e com o forfait tratado, iniciámos a nossa guerra: Descidas!!!!! Fizemos duas passagens nos melhores trilhos, para ficarmos a conhecer melhor o terreno e antes do almoço já tínhamos 8 descidas na contabilidade.
Durante a pausa da tarde encontrámos o Cláudio Loureiro, que andava a testar uma 888 super exclusiva (vejam as fotos). O Cláudio mostrou ser um campeão dentro e fora das pistas e por isso deixámos que ele fizesse umas descidas com a Militia (mas poucas, para não se habituar mal...) e no fim foi promovido a Camarada Honorário, e ainda abarbatou uma medalha de honra da Militia, que ficou colada no quadro da sua Scott –Bike Zone (vejam as fotos). A parte da tarde decorreu sem notícia de maior, a não ser o facto do camarada Rocha ter feito questão de cair sempre a todas as passagens na mesma curva num dos trilhos de DH. A mesma acabou ficar baptizada como “Curva do Pedro”, mas este acto foi prematuro e irreflectido, como mais tarde acabaríamos por ver. Finda a tarde, fomos recolher ao abrigo, tomar banho e ir jantar, onde nos serviram a ração de combate dos Talibans. Camarada sofre.... Mas a refeição terminou em beleza (e não estamos a falar da sobremesa, que também era asquerosa), com a chegada do camarada Grilo, que arrancara do Lisboa depois do almoço e veio por aí acima ajudar na missão. Alguns corajosos beberam mais um café solo, e fomos todos xonar (ou quase).
16AGO08
Sábado de manhã: choque! Acordámos com uma chuvada e uma ventania brutal, e a coisa parecia querer dar para o torto. Mas o nosso líder lá tomou conta da situação, e depois de sugerir uma retirada estratégica para a Lousã, ameaçou o homem do tempo com uma infestação de acácias e a coisa acabou por se compor. Tomado o pequeno almoço mesmo saboroso (pudera, veio de Portugal...), o camarada Careca foi fazer um brefing do terreno com o camarada Grilo, e logo na primeira pedra, mandou um dedo para o galheiro, pelo que ficou o resto do dia de plantão às fotografias. Esta missão foi cumprida com brio e deu bons resultados, tendo-se conseguido obter momentos de grande emoção e magia, como a famosa curva-com-front-flip-over-the-bar-e-triplo-mortal-engrupado, que o camarada Rocha fez questão de executar na perfeição mesmo em frente ao fotógrafo (vejam estas fotos, e as outras 400 e tal que estão no site). Já de tarde, a Milita andou em filmagens, que foram analisadas e comentadas mais à noite pelo Eng. Camarada Fininho, que fez a seguinte avaliação de desempenho das tropas:
Camarada Ervilha - "Não anda um corno, e é um stressado"
Camarada Rocha - "Não anda um corno, e farta-se de cair"
Camarada Paulinho - "Anda menos que um corno e não sabe o que é uma trajectória"
Camarada Grilo - "Anda menos que o corno do camarada Paulinho, e escangalha o equipamento todo"
Camarada Roscas - "Também não anda um corno, mas faz uns front flips jeitosos"
Camarada Marito - "Não anda um corno, mas é poupadinho com a ração de água"
Camarada Careca - "É, definitivamente, o que anda mais. Fartou-se de andar a pé o dia todo."
Para castigo das tropas, fomos obrigados a ver um filme didáctico sobre como andar de bike em condições, por um tal Sam Hill. Deve ser o maior lá da aldeia dele.

17AGO08
O Domingo acordou a fazer caretas, mas antes do Bike Park abrir, já estava um sol radioso. As primeiras descidas foram aproveitadas para fazer mais umas filmagens, e depois foi um vê se te avias, para aproveitar ao máximo até às 13h, hora da última descida. Ainda conseguimos fazer umas 6 ou 7 descidas, incluindo uma passagem no famoso wallride, que estava "cerrado", mas graças ao treinos em Sintra a saltar muros e vedações, a Militia não teve dificuldade em transpor mais este obstáculo. O camarada Careca (já recuperado), que andara o fds todo a queixar-se que não tinha equipamento à altura desta guerra, pegou na Gambler do Rocha e avisou "Agora vão ver com quantos paus se faz uma canoa". E logo no primeiro salto, os camaradas passaram por ele, enquanto este tirava a bike de uns arbustos. Quando interrogado sobre esta manobra, respondeu "Fui buscar os paus para fazer a canoa...". A manhã terminou com uma subida a pedalar até ao marco geodésico da serra de Queixa, e depois os camaradas vieram serra abaixo, cada um pelo seu trilho, para terminar com uma magnífica passagem em grupo pelo último road gap.
Estava na hora do regresso, e depois de arrumada a tralha e tomado o banho, só houve tempo para mais uma refeição rápida, e regressar ao QG.
A missão foi concluída com sucesso, já que se cumpriu a máxima "Fomos e viemos, e não nos aconteceu mal nenhum".

Notas: No jantar de sábado houve um levantamento de rancho e as tropas, para além de exigirem comida em condições, obrigaram o Querido Líder Eng Camarda Fininho a planear uma incursão a Valnord.

O nosso enviado especial em Manzaneda
Sôr Careca

Destaque de última hora....

Este foi o banquete do meu almoço hoje pois do jantar de ontem nem deu tempo de tirar a foto, o meu conselho para quem vai para a Manzaneda é: Imprime esta foto e leva-a, vais precisar quando estiveres lá a comer....


Do mesmo realizador de "New world Sarapitola" e da "Operação Sarapitola" começou a ser rodado o filme em Manzaneda também com a coprodução do já famoso Barracabana que fez a saga do senhor dos anais.

O filme candidato ao Óscar do mais parvo e mais distraído de sempre (o alemão), intitulado "O desaparecido anel da maizena"

Operação"Maizena"

O regresso a casa depois duma missão é sempre desejado mas desta vez até que por lá ficavamos.
O estoiro era evidente....





Vamos arrebentar com isto?



Grande descanso depois de um dia inteiro de operações especiais.
Nada como sair de casa a descer....Olhem eu em casa não dá gozo fazer isto, moro num rc.

Careca o pequeno polegar, e o criador da frase "vão ver como se faz uma canoa"....
Eis que chega o nosso salvador, não levem paparoca não vão ver a fominha que passam....


Segundo dia nada como uma chuvinha para acabar com o pó.
Epa será que há teleférico?

Vai lá ver que voltas e ainda me apanhas aqui....
Tanta fome e os belos bifes a passear no jardim lá de casa...

E agora como vamos conseguir entrar no andar de cima....



Sol no dia 1 e muito pó....

Nada com um mergulhinho para refrescar....


Eis algo que nos lembramos todos os dias da ração de combate do nosso camarada careca, servida no melhor restaurante do mundo na região vinhateira do douro mais propriamente de cima dum viaduto na A24.




Chegada á maizena com talvez 5 graus centígrados, bom para quem ia de calções e chinelos.
Ai se as vacas vissem estes meninos....

Até mais logo amiguinhos ainda há mais para ver o mais importante:
A acção.